Carregando...



Obesidade Mórbida

O problema da obesidade

A obesidade é uma doença do metabolismo que tem origem genética, ou seja, existem pessoas que têm tendência para engordar. Se uma pessoa tem facilidade para engordar e tem no seu ambiente de vida o hábito de ingerir muitas calorias e uma vida sedentária, com pouco exercício, existe uma grande chance de ficar cada vez mais gorda chegando mesmo a um quadro de obesidade mórbida (IMC=> 40). É muito comum que dietas sejam feitas durante este período, às vezes até com resultado de emagrecimento significativo. A grande dificuldade, no entanto, é conseguir manter o peso. Alguns meses se passam e a pessoa acaba por parar a dieta e, não raro, engorda novamente ficando com o peso acima do inicial. Isto é conhecido como o efeito sanfona.

A pessoa que tem obesidade acaba por contrair outras doenças (pressão alta, diabetes, artrose, apnéia do sono, obstrução das artérias – inclusive do coração, etc…) e estas doenças são responsáveis pela morte, em média bem mais precoce do que na população em geral. A obesidade é a segunda causa evitável de morte, logo depois do cigarro, que é a primeira.

O problema da obesidade está preocupando os médicos e os governos dos países desenvolvidos e em desenvolvimento como é o caso do Brasil, pois a percentagem de pessoas com sobrepeso, obesas e com obesidade morbida nestes países vem crescendo muito rapidamente, fugindo do controle dos médicos e governantes.

A obesidade é hoje um problema de saúde pública mundial que deve ser combatido com campanhas de orientação e conscientização na tentativa de frear a verdadeira epidemia que ocorre em muitos países. No entanto, o que é possível ser feito por quem já atingiu um índice de obesidade muito alto? Hoje, para as pessoas que têm índice de massa corporal – IMC – acima de 40, ou acima de 35 para aqueles que já apresentam doenças associadas à obesidade, e que não conseguem emagrecer de forma permanente através de dietas e medicações, a melhor opção é a cirurgia. Sem dúvida, a arma mais eficiente que pode reverter o quadro da obesidade morbida, das doenças associadas e da auto-estima destes pacientes.

Copyright © 2016 - Clínica Prof. Dr. Roberto Frota-Pessôa