Carregando...



Obesidade Mórbida

Causas de obesidade mórbida

A obesidade mórbida é o resultado do acúmulo de gordura no organismo. Isso ocorre quando ingerimos mais calorias do que gastamos, uma vez que não eliminamos o excesso. Esse excesso de calorias se transforma, diariamente, em gordura e com o passar dos anos nos tornamos obesos mórbidos.  As calorias adquiridas quando se ingere gorduras, doces e álcool formam o tecido adiposo, ou seja, gordura, com mais rapidez se comparada com as calorias adquiridas quando ingerimos proteínas e hidratos de carbono. Duas pessoas podem comer a mesma quantidade e qualidade de comida, um engordar e o outro não. Isso ocorre porque as pessoas têm metabolismos diferentes; algumas queimam mais e têm menor capacidade de armazenar gordura do que outras e, como consequência, engordam menos.

Vários fatores interferem para esse resultado, tais como, idade, sexo,  renda familiar,  estado civil,  gestação,  fatores genéticos, sedentarismo, hábitos alimentares,  alcoolismo etc..

Geralmente, há uma tendência de aumento da obesidade com o avanço da idade, atingindo a maior incidência entre 50-60 anos, após o que começa a diminuir gradativamente.

A mulher apresenta uma incidência maior de sobrepeso e obesidade que o homem, uma vez que tem um percentual maior de gordura no corpo.

A renda familiar das classes economicamente menos favorecida é um importante fator de aumento da obesidade, uma vez que uma alimentação balanceada custa mais do que alimentos industrializados altamente calóricos. Ou seja, a obesidade é maior nas populações de renda mais baixa, uma vez que os alimentos que mais engordam são mais acessíveis.

Podemos dizer que o início do sobrepeso nos homens está, com muita frequência, associado ao casamento e nas mulheres à gravidez.

Os fatores comportamentais relacionados ao tipo de dieta – incluindo o consumo de álcool – e à atividade física têm, também, estreita relação com a obesidade. A atividade física é uma grande fonte de gasto de energia e quem tem vida sedentária acaba por acumular gordura.

A ciência já demonstrou a importância dos fatores genéticos no acometimento da obesidade por vários membros de uma mesma família.

Copyright © 2016 - Clínica Prof. Dr. Roberto Frota-Pessôa